A Fúria Feminina!

Posts com tag “eventos

14ª Mostra de Cinema de Tiradentes

Aconteceu entre os dias 21 a 29 de janeiro a décima quarta edição da Mostra de Cinema de Tiradentes. A pequena cidade de apenas 5 mil habitantes se preparou para receber 30 mil adoradores de cinema. O evento contou com uma programação com mais de 120 filmes em pre-estreias nacionais e mundiais, seminários, debates, oficinas e atrações artísticas, tudo oferecido gratuitamente.

Mais de 600 convidados entre cineastas, atores e produtores estiveram no evento. Ainda de acordo com a coordenação, mais de 38 mil pessoas foram à mostra. Hoje foi divulgada os ganhadores dos prêmios da Mostra:

Cena do filme “Residentes”

“Os residentes” (2011), de Tiago Mata Machado ganhou o prêmio de “Melhor longa da Mostra Aurora eleito pelo Júri Jovem” e “Melhor longa da Mostra eleito pelo Júri da Crítica”.

O longa não tem uma história bem definida, nem quer ter. Arauto do cinema anti-hollywoodiano, é composto por cenas sem uma sequência natural, apresentadas por um letreiro e uma peça de roupa colorida, pendurada numa parede branca. Aos poucos se percebe a existência de uma comunidade alternativa numa casa caindo aos pedaços, com seis adultos, uma criança e uma artista sequestrada. Os protagonistas, talvez involuntariamente, são um casal ansioso por uma vida anormal e prolixo na discussão da vida conjugal.

“Vó Maria” (2010), de Tomás von der Osten com “Melhor curta da Mostra Foco eleito pelo Júri da Crítica”.

Cena do filme “Traz seu outro amigo também”

“Traz outro amigo também” (2010), de Frederico Cabral com “Melhor curta eleito pelo Júri Popular”.

O curta de 14 minutos conta com a trama envolvendo um detetive que é contratado por um homem para encontrar seu amigo imaginário de infância, desaparecido há mais de cinqüenta anos. Como encontrar alguém que só existe na imaginação de um homem?

Capa do longa “Solidão e Fé”

“Solidão e fé” (2010), de Tatiana Lohmann – “Melhor longa eleito pelo Júri Popular”

Viajando com sua câmera pelo universo masculino do rodeio, uma mulher se depara com cavaleiros andantes, heróis, gladiadores, sertanejos, boiadeiros… o homem comum. Tentando decifrar o masculino, encontra doçura e violência. Tem aspectos num homem que uma mulher não entende, só contempla.

Fontes: Mostra de Cinema de Tiradentes e Último Segundo

 

Juliana Baptista

 


Rock? In Rio

Nesta semana foi confirmado a presença de mais algumas atrações no Rock In Rio deste ano e pra variar, rock cadê? Elton John, Katy Perry, Rihanna e Claudia Leitte foram as confirmações para o dia 23 de outubro. Sou só eu ou mais alguém concorda que já estava mais do que na hora do festival mudar de nome?

Sério, até agora as bandas que honram o nome do evento são: Red Hot Chilli Peppers, Stone Sour, Metallica, Motorhead, Slipknot, Sepultura, Angra e Coheed and Cambria. Agora querer se chamar ROCK in Rio e ter trocentas atrações de outros gêneros é muito sem sentindo.

Entendo que o Roberto Medina queira atrair grandes públicos e como ele mesmo disse “ter um festival para a família”, mas então que mude de nome! Desde 2001 a avacalhação começou: o festival contou com artistas como Aaron Carter, Britney Spears, NSync, Sandy e Júnior, Daniela Mercury e o super fiasco Carlinhos Brown (estrategicamente inserido no mesmo dia da apresentação do Sepultura, o que faz todo o sentido já que possuem o mesmo público, não é?). Depois dessa edição, o Rock in RIO foi realizado em Lisboa e Madrid. Mais uma vez fazendo o nome perder o sentido. Se o evento ficou famoso e querem edições em outros países, então que adaptem o nome: Rock in Lisboa ou Rock in Madrid! Não é tão simples?

E pensar que este mesmo Rock in Rio tinha tanta credibilidade e tradição em 1985 e 1991! Nessa época o negócio era levado a sério, tinham shows do AC/DC, Ozzy Osbourne, Scorpions, Queen, Billy Idol, Faith no More, Guns n’ Roses, Judas Priest, Megadeath… Independente se você gostasse de glam rock, heavy metal ou hard rock, dava pra ir pro festival com a certeza que iria ver algum show extraordinário. Hoje, se você for assistir o Red Hot, terá que aturar o show do Nx Zero! É bem a cara dos organizadores colocarem Ivete Sangalo no mesmo dia do Slipknot, Restart no dia do Motorhead… Eu teria jogado garrafinha de água no Carlinhos Brown se tivesse saído de casa pra ver o Sepultura naquele dia!

Pois é, temos que encarar os fatos: o Rock In Rio deste ano vai ser micareta, balada adolescente, boate gay, carnaval… qualquer coisa menos Rock n Roll.

 

Juliana Baptista