A Fúria Feminina!

Posts com tag “Cinemaldito

14ª Mostra de Cinema de Tiradentes

Aconteceu entre os dias 21 a 29 de janeiro a décima quarta edição da Mostra de Cinema de Tiradentes. A pequena cidade de apenas 5 mil habitantes se preparou para receber 30 mil adoradores de cinema. O evento contou com uma programação com mais de 120 filmes em pre-estreias nacionais e mundiais, seminários, debates, oficinas e atrações artísticas, tudo oferecido gratuitamente.

Mais de 600 convidados entre cineastas, atores e produtores estiveram no evento. Ainda de acordo com a coordenação, mais de 38 mil pessoas foram à mostra. Hoje foi divulgada os ganhadores dos prêmios da Mostra:

Cena do filme “Residentes”

“Os residentes” (2011), de Tiago Mata Machado ganhou o prêmio de “Melhor longa da Mostra Aurora eleito pelo Júri Jovem” e “Melhor longa da Mostra eleito pelo Júri da Crítica”.

O longa não tem uma história bem definida, nem quer ter. Arauto do cinema anti-hollywoodiano, é composto por cenas sem uma sequência natural, apresentadas por um letreiro e uma peça de roupa colorida, pendurada numa parede branca. Aos poucos se percebe a existência de uma comunidade alternativa numa casa caindo aos pedaços, com seis adultos, uma criança e uma artista sequestrada. Os protagonistas, talvez involuntariamente, são um casal ansioso por uma vida anormal e prolixo na discussão da vida conjugal.

“Vó Maria” (2010), de Tomás von der Osten com “Melhor curta da Mostra Foco eleito pelo Júri da Crítica”.

Cena do filme “Traz seu outro amigo também”

“Traz outro amigo também” (2010), de Frederico Cabral com “Melhor curta eleito pelo Júri Popular”.

O curta de 14 minutos conta com a trama envolvendo um detetive que é contratado por um homem para encontrar seu amigo imaginário de infância, desaparecido há mais de cinqüenta anos. Como encontrar alguém que só existe na imaginação de um homem?

Capa do longa “Solidão e Fé”

“Solidão e fé” (2010), de Tatiana Lohmann – “Melhor longa eleito pelo Júri Popular”

Viajando com sua câmera pelo universo masculino do rodeio, uma mulher se depara com cavaleiros andantes, heróis, gladiadores, sertanejos, boiadeiros… o homem comum. Tentando decifrar o masculino, encontra doçura e violência. Tem aspectos num homem que uma mulher não entende, só contempla.

Fontes: Mostra de Cinema de Tiradentes e Último Segundo

 

Juliana Baptista

 

Anúncios

O Hobbit está amarrado três vezes!

 

Foto: theonering.net

Nunca vi um filme tão amaldiçoado quanto O Hobbit! A adaptação do livro de J.R.R. Tolkien está amarrada três vezes na encruzilhada. Inicialmente ocorreu a batalha dos herdeiros do Tolkien, depois a falência da MGM e por fim a troca de diretores (Guillermo Del Toro iria dirigir o longa, porém acabou desistindo antes mesmo de começar! Acho que ele não adaptaria esta obra para o cinema do mesmo jeito que a trilogia do anel foi adaptada, ele talvez deixasse o Hobbit meio macabro – igual todos os seus filmes – fiquei com medo disso).

Agora que Peter Jackson (que dirigiu maravilhosamente a trilogia do Senhor dos Anéis) iria iniciar as filmagens, acabou sendo internado ontem com uma úlcera estomacal perfurada! E mais uma vez as filmagens foram adiadas. Esperamos que a data de lançamento do filme não seja alterada, dezembro de 2012 já está longe o suficiente. Peter vai se benzer!

O filme contará com a presença de Elijah Wood, Ian McKellen, Cate Blanchett, Orlando Bloom, Chrotopher Lee e Martin Freeman. Vamos aguardar e torcer para que nada mais aconteça. Sai Zica!

Fonte: Adorocinema e G1

 

Juliana Baptista



Cisne Negro

Foto: Capa do filme Cisne Negro

Eu tinha visto algumas críticas sobre o Cisne Negro e resolvi assisti-lo. Confesso que sempre achei a Natalie Portman bonitinha, porém sem sal! Este filme me fez engolir os meus preconceitos com a atriz e filmes de balé.

No começo você pensa “Bla bla bla mais um filminho que a principal parece ser uma coitada, mas por ser esforçada vai se dar bem e tudo vai ser feliz no final”, porém antes do filme chegar na metade dá pra perceber que tem um “algo mais”.

A Natalie Portman conseguiu me surpreender com sua atuação e a trama me prendeu até o último minuto do filme. Desde a seleção dos atores, roteiro, fotografia até a trilha sonora, tudo consegue ser impecável, não tem como dispersar a atenção em nenhum momento do filme!

Não é à toa que concorre a 5 indicações ao Oscar 2011 (melhor filme, melhor diretor – Darren Aronofsky – , melhor atriz – Natalie Portman – , fotografia e edição). Vale muito a pena assistir!

Ficha Técnica
Título original: (Black Swan)
Lançamento: 2010 (EUA)
Direção: Darren Aronofsky
Atores: Natalie Portman, Mila Kunis, Winona Ryder, Vincent Cassel.
Duração: 103 min
Gênero: Suspense

Fonte: Adorocinema

 

Juliana Baptista