A Fúria Feminina!

A reforma do Teatro Municipal

Nessa edição eu fiquei novamente responsável por fazer uma das partes da Crítica no Plural, o quadro de crítica de mídia do TPMidia! Como vocês já devem saber eu sou apaixonada pela área de Jornalismo Cultural e pretendo seguir nessa carreira! Sendo assim, decidi escrever a crítica dessa semana sobre a reinauguração do Teatro Municipal de São Paulo, após 3 anos de reforma.

A análise de mídia foi elaborada sobre uma matéria veiculada no portal Estadao.com, lincada com o blog de cultura do Jornal da Tarde. Esse é o link para quem quiser conferir: http://blogs.estadao.com.br/jt-variedades/nos-bastidores-do-novo-teatro-municipal/ !

o novo palco do Teatro Municipal

O Teatro Municipal de São Paulo foi reaberto ao público nesse final de semana, depois de 3 anos em reforma. Na noite de quarta-feira, a editoria de cultura do Estadao.com divulgou uma notícia contando parte de todo o processo dessa reforma. A matéria está escrita em uma linguagem mais literária do que o convencional, justamente para se adequar à editoria, que é mais leve e poética do que as outras.

Para mostrar a trajetória da reforma, foram mostrados alguns personagens que participaram do processo, como um funcionário antigo do teatro e um pedreiro da empresa responsável pelas melhorias. Cada um contou suas experiências, mostrando partes diferentes do processo. Com isso a matéria conseguiu ter uma certa pluralidade de fontes e pontos de vista e pôde oferecer um panorama mais completo das etapas.

O funcionário contou suas experiências como maquinista, aquele que montava e desmontava os cenários e como, aos poucos, foi percebendo a importância de sua função para os espetáculos. Ele fazia isso desde os cinco anos de idade, na companhia do pai. Já o funcionário da obra falou sobre a responsabilidade de reformar a parte mecânica, a iluminação e a montagem dos cenários, sendo que já trabalho em outros teatros como o de Paulínia e o Municipal do Rio de Janeiro.

Teatro Municipal passa por reforma (Créditos: Estadão)

Mas é importante notar que essa diversidade aconteceu do ponto de vista emocional e psicológico das fontes, que contaram histórias pessoais e afetaram somente o lado emocional dos leitores. Faltaram informações oficiais e técnicas que esclarecessem para o leitor o que de fato foi mudado na estrutura do teatro nesses três anos.

A única fonte oficial que aparece na matéria está no último parágrafo, em uma citação rápida. São as arquitetas responsáveis pela obra. Mas a fala refere-se exclusivamente à apresentação do novo espaço à imprensa e não ao que, de fato, foi modificado. Um outro ponto deve ser destacado: há a informação de que o pedreiro poderá assistir a um concerto no Teatro porque haverá uma sessão especial para os funcionários da obra. Ao dizer isso, a interpretação possível é de que somente nesse dia ele terá essa oportunidade, já que normalmente os espetáculos são destinados a pessoas com maior poder aquisitivo.

Ou seja, o Teatro foi reformado por mãos de gente simples, mas que sabem apreciar a arte clássica. Mas, mesmo depois das mudanças na estrutura eles continuarão de fora do público alvo das apresentações. Para terminar, por ser uma matéria cultural ilustrativa está muito bem montada, até mesmo pela linguagem literária e estrutura narrativa em que foi apresentada.

A idéia de apresentar personagens reais, que participaram da reforma, como fontes também é ótima e surpreendente. Mas deixa a desejar do ponto de vista da informação e dados, justamente por não apresentar fontes oficiais.

Para saber um pouco mais sobre essa grande reforma e estruturação que aconteceu no Teatro Municipal de São Paulo assista ao vídeo abaixo. É uma produção da Veja São Paulo…

Helena Ometto

Helena Ometto
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s