A Fúria Feminina!

A cobertura do Estadão.com sobre a bactéria dos vegetais

O portal Estadão.com noticiou que a Alemanha identificou que brotos de feijão contaminados são responsáveis pela disseminação da bactéria E. coli, que já matou pelo menos 30 pessoas, 29 na Alemanha e uma na Suécia, e infectou quase três mil pessoas. O atual surto foi causado por uma variedade supertóxica da bactéria E. coli, que se espalha com maus hábitos de higiene desde a colheita até o preparo do alimento. A bactéria causa infecções intestinais, destruição de hemácias e insuficiência renal.

O Centro Nacional de Saúde Pública do país afirmou que a causa do surto foram os brotos, e que as pessoas que consumiram esses produtos teriam maiores chances de apresentar diarréia com sangue ou outros sinais de infecção, do que aquelas que não os consumiram. Com a identificação, as autoridades sanitárias alemãs suspenderam o alerta contra o consumo de pepinos, alfaces e tomates crus. Estes alimentos já podem ser consumidos normalmente sem risco de contaminação.

Agricultor alemão joga fora os vegetais contaminados

Diferentemente dos outros veículos que noticiaram o fato, a cobertura do Estadão.com se destacou por apresentar informações relevantes e mais completas sobre o caso. Inicialmente, a matéria dá ênfase na informação divulgada sobre a descoberta da origem da infecção. Enfatiza também a opinião de Reinhard Burger, presidente do Instituto Robert Koch, do Centro Nacional de Saúde Pública da Alemanha.

O grande diferencial da matéria do Estadão.com foi a apresentação de infográficos trazendo maiores esclarecimentos aos leitores sobre o fato. O primeiro deles traz um mapa destacando a disseminação da bactéria pela Europa e Estados Unidos. Além de destacar os países com casos registrados, mostra dados importantes, como o número de mortes registradas na Alemanha e na Suécia. Já o infográfico seguinte expõe uma visualização de como é a bactéria, os sintomas que causa e as medidas de prevenção que devem ser adotadas para evitar a infecção da E. coli.

Bactéria Escherichia Coli

Além da presença de tais informações, o portal veicula como está a situação das exportações. A Comissão Europeia confirmou que a Alemanha não exportou a outros países do bloco europeu os produtos contaminados. Veicula também, o posicionamento de outros países em relação ao caso. A Rússia anunciou que suspenderá o veto às importações de verduras procedentes da Europa em troca de garantias da União Europeia sobre cada país e produto.

Nesta cobertura, o Estadão.com, oferece ao leitor informações adicionais ao acrescentar links com matérias relacionadas ao fato. Entres esses links há opinião de um especialista e explicações sobre as causas e as prevenções contra a infecção da E. coli. Fica evidente nesta matéria do Estado de SP que houve preocupação em passar informações precisas aos leitores, pois se trata de um assunto relacionado à saúde que está atingindo outros países além Alemanha.  Nota-se na cobertura uma boa apuração em comparação a outros veículos que simplesmente noticiaram a causa da disseminação sem maiores detalhes.

Juliana Santa Rosa

Juliana Santa Rosa
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s