A Fúria Feminina!

Nem só de mídia é feita a música!

Longe das telas manjadas da televisão e das rádios muito bem pagas, a gente pode encontrar grupos que fazem da música uma verdadeira arte da expressão. Esse é o caso da trupe (como eles se autodenominam) O Teatro Mágico.

A trupe – O Teatro Mágico

O grupo saiu da “cachola” de Fernando Anitelli no final de 2003 e levou esse nome por causa do livro O Lobo da Estepe do escritor alemão Hermann Hesse. “Quando eu li sobre o Teatro Mágico do Hesse, percebi que era justamente aquilo que eu gostaria de montar: um espetáculo que juntasse tudo numa coisa só, malabaristas, atores, cantores, poetas, palhaços, bailarinas e tudo mais que a minha imaginação pudesse criar. O Teatro Mágico é um lugar onde tudo é possível”, explica o criador sobre a criatura que é um dos seus maiores projetos.

O diferencial da música do grupo não é só o fato de serem composições próprias, mas também a poesia que existe nesse conteúdo em termos de rima, musicalidade e significado. Além de cantar, Fernando Anitelli também declama suas letras como é o caso de “Amém”.

 

 

Nada de incompreensível e muito das palavras do nosso cotidiano é o que faz O Teatro ser realmente Mágico. Assim eles colocam em questão as desigualdades da sociedade e assuntos que cercam as relações humanas de maneira bem diferente do que é feito pelos grandes meios de comunicação. Chega a ser um questionamento com cada pessoa sobre o que faz no dia-a-dia e os reflexos que isso tem na sociedade.

 

 

Outra característica dos artistas é a dinâmica de instrumentos que inclui violões, violino, guitarra, baixo, percussão, flauta, gaita, xilofone, bateria e bandolim além da brincadeira com sonoplastia e DJ’s. Essa variedade é o toque essencial para combinar a trupe com bandas como Funk Como Le Gusta e Cordel do Fogo Encantado (este último que hoje não existe mais!) e resultar em participações inesquecíveis.

Tudo pela arte! Os artistas do Teatro Mágico e Fernando Anitelli são fortemente engajados em um movimento que luta pela liberdade de compartilhamento de músicas na internet. Com isso eles participaram da formação e diretrizes do movimento MPB (Música Para Baixar), que também “volta os olhos” – não só dos artistas como também do público – para a questão dos direitos autorais e a censura na web.

MPB – alternativa a pirataria e contribuição à cultura

Nesses anos de estrada, o “TM”, como é chamado pelos fãs, existe em um cenário a parte da grande mídia. Podemos pensar que esta já é uma forma de “protesto”, pois a GRANDE MAIORIA dos “artistas famosos” que vemos nos holofotes por aí, fazem parte de um “grupo de escolhidos” que se encaixam nos padrões das EMPRESAS que são os meios de comunicação. E isso atinge todas as áreas, desde a música até o teatro, o cinema e as notícias.

Superando essas barreiras, O TM inovou e conquistou seu espaço na internet que tem sido um grande meio de acesso e divulgação para o grupo. Com o MPB, Anitelli e sua trupe têm uma alternativa ao grande problema da pirataria existente na web: as parcerias com sites que disponibilizam as músicas e conseguem remunerar os artistas por cada download que é feito! E uma curiosidade: grande parte das bandas que aderem esse movimento também não está sobre os holofotes dos grandes veículos de comunicação. Aquelas, que nós amamos chamar de “alternativas”!

Pra quem curte e pra quem está conhecendo agora, fica aí mais uma composição dessa trupe de sonhos no clipe de “Menina”

 

 

Pra quem quiser entender melhor esse “manifesto pela música”, vale à pena entrar: http://trama.uol.com.br.

Tem também a página na internet do TM, com toda a história do Grupo e a filosofia dessa trupe que vem fazendo uma carreira marcada por um “sucesso” fora do comum: http://oteatromagico.mus.br.

Com certeza, eu fico por aqui Ouvindo no Talo O Teatro Mágico!!!

Lilian Figueiredo

Anúncios

Uma resposta

  1. Natália Zen

    Super legal uma matéria sobre o TM! Apesar das lindas músicas, ainda tem muita gente que não conhece! Parabéns pela escolha da “pauta” hehe!

    11 de abril de 2011 às 14:24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s