A Fúria Feminina!

The Runaways

Em 1975 surgia a primeira banda feminina de rock n roll do cenário americano, o The Runaways. A idéia de ter uma banda formada só por garotas foi da jovem Joan Jett, que com apenas 17 anos tinha abandonado a escola para se dedicar a uma carreira musical. Joan conheceu o empresário Kim Fowley e mostrou a ele sua idéia, Kim apresentou a Jett a outras futuras integrantes: Cherie Currie, Lita Ford, Sandy West e Micki Steele.

E em 1976, o empresário conseguiu que o Runaways fizesse alguns shows na Califórnia e as garotas começaram a ganhar fama por onde passavam. No mesmo ano, Micki deixou a banda e foi substituída por Jackie Fox. Com a nova formação, as Runaways conseguiram assinar um contrato com a Mercury Records e lançaram seu primeiro disco, intitulado The Runaways. Foi deste disco que saiu o primeiro hit da banda, a música Cherry Bomb, que se tornou a marca registrada da vocalista Cherie Currie.

Com o primeiro disco lançado, a banda fez uma turnê por todo os Estados Unidos, a maioria dos shows tinha seus ingressos esgotados e chegaram até a abrir shows para artistas consagrados da época como Van Halen.

Em 1977 o Runaways lança seu segundo disco o Queens of noise e então saíram para uma turnê mundial. As garotas foram recebidas no Japão com uma recepção a lá Beatles – cheia de jovens histéricas gritando, chorando, tirando fotos e querendo autógrafos das integrantes. A aceitação dos fãs japoneses foi tão positiva, que a banda gravou um álbum ao vivo o Live in Japan. Em meio a turnê, a baixista Jackie Fox abandonou a banda e Joan Jett teve que assumir o baixo até encontrar Vickie Blue.

Quando tudo parecia estar indo bem, Cherrie Currie resolve sair da banda e mais uma vez Joan Jett teve que se desdobrar, saiu dos backing vocals e assumiu a voz principal. Neste mesmo ano elas lançaram o álbum Waiting for the night e saíram em turnê com a banda punk mais famosa da época, os Ramones.

Em 1978 depois de algumas brigas e desentendimentos financeiros, o Runaways rompeu com o empresário Kim Fowley e contrataram o mesmo empresário da Blondie e Suzi Quatro. As garotas também romperam com a gravadora Mercury e Vicki Blue deixou a banda sendo substituída por Laurie McAllister. Com a formação nova, lançaram seu último álbum o And now… The Runaways.

Em 1979 a banda acabou oficialmente. A crítica americana estava pegando muito no pé da banda por causa do entra e sai de integrantes e também porque o preconceito era muito grande já que a banda era composta apenas por garotas que escreviam e tocavam suas próprias músicas. Também houve divergências internas da banda, já que Joan Jett queria seguir uma linha mais punk e Lita Ford preferia as influências heavy metal. O The Runaways teve uma vida curta, porém até hoje é inspiração para milhares de garotas adolescentes e exemplo de que garotas podem sim fazer rock n roll.

Juliana Baptista

Juliana Baptista

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s