A Fúria Feminina!

Protestos de Twitter

Hoje a rede social Twitter completa 5 anos. Pois é, atualmente é meio difícil se imaginar sem esta ferramenta tão presente nas vidas dos brasileiros. Descobri esta informação quando estava olhando as notícias do site do G1 e me deparei com a seguinte manchete “Especialistas dão dicas de como fazer um protesto no twitter”. Depois de ter lido isso, comecei a refletir sobre a tal onda de protestos.

Hoje qualquer coisa vai parar nos Trending Topics do site. Desde assuntos políticos, celebridades ou vídeos engraçados. Grande parte dos usuários do twitter acha que se ele comentar algum assunto relevante em seu microblog ou colocar uma hashtag na sua mensagem, já esta fazendo sua contribuição para a sociedade. Um “protesto” famoso no twitter foi o #forasarney, quando milhares de pessoas repetiram essa hashtag e criticaram o político, mas me diz o que mudou? NADA. O Sarney continua aí, ganhando rios de dinheiro, é presidente do Senado e está muuuuito preocupado com o que falam dele na internet.

Os internautas de hoje acham que se fizerem protestos no twitter alguma coisa vai mudar. Se você acha que fazer hashtag, flashmob ou criar um vídeo e colocar no youtube vai mudar alguma situação de grande proporção, é melhor continuar esperando! A matéria do G1 em questão fala de um cara que conseguiu trocar uma geladeira porque xingou muito no twitter e conseguiu o apoio de algumas pessoas e chamaram a atenção do fabricante. Se você está pensando em pegar este cara como exemplo de que o twitter faz a diferença, lembre-se: se essa tal geladeira fosse presidente do Senado, ela continuaria lá, não seria substituída! O twitter pode funcionar para coisas pequenas e não para grandes protestos.

Se esse pessoal anda tão engajado com vontade de fazer protestos, porque não desligam seus computadores e vão fazer alguma coisa que dê resultado? Se todo mundo que coloca uma hashtag no twitter, levantasse a bunda da cadeira e fosse fazer alguma coisa efetiva, talvez o Sarney não tivesse no Senado, o Mubarak seria mais pressionado pelas autoridades internacionais, o Khadafi estaria matando menos civis e os impostos estariam mais baixos.

Juventude sedentária, hoje podemos ter mais opções de nos expressar, mas o jeito de fazer a diferença continua o mesmo.

Juliana Baptista

Juliana Baptista

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s